24 comentários:
De Mário a 12 de Março de 2007 às 14:25
Santa, que coisa hem?! Super Nanny é pra lá de chato, mas tb tem seus méritos: ajuda aqueles que andam perdidos na educação dos pimpolhos. Melhor isso do que nada. Até gosto da Nanny, embora tenha assistido só um ou dois episódios. Mas ainda acho que o amor pelos filhos, a empatia dos pais em relação a eles, depojando-se da extremada autoridade de outros tempos, são capazes de formar o caráter do homem e da mulher de amnhã. Nanny emprega técnicas, ensina técnicas, muitas das quais funcionam. E, apesar disso, a primeira opção sempre será ter contato com o mundo infantil e manter aberto o diálogo não-repressivo. Abraços, Mário.


De Anónimo a 12 de Março de 2007 às 15:38
Olá Santa quer mais? coorrre lá pro Blog do Reinaldo Azevedo e dê uma espiada no último Post dele, você vai cair de costa !
Um abraco, Rosangela


De Fábio Max a 12 de Março de 2007 às 20:17
Putz!!

E a gente reclama que o mais "eminente" intelectual petista é o Emir Sader?

Desse jeito, daqui uns tempos, o mais eminente intelectuial petista será a Karina Bacchi, que também vai estrear um reality show!!!


De Ricardo Rayol a 12 de Março de 2007 às 21:22
O pior e mais bizarro é a audiência. Tive o desprazer de ver um episódio. Minha conclusão que quem que deveria ir pro banquinho eram os pais, permissivos e incompetentes.


De Zé Bras. Da Silva a 13 de Março de 2007 às 00:04
Eu vou chamar a Super Nanny pra botar o Lula no "Sai Daí"... Ou então, no "Senta-lá-no-charuto-do Fidel-enquanto-o-tio-Chavito-foi ali-to-shit-behind-the-Bush"...


De Nido a 13 de Março de 2007 às 08:13
hehehe... Super Nanny em Brasília. Ia faltar tapetinho e seu novo método do "Sai Daí", "Senta lá", "Sai Daí", "Senta lá"...


De mixtu a 13 de Março de 2007 às 08:59
agora fiquei com medo...
yayayaya

beijinhos


De Iran a 13 de Março de 2007 às 11:24
Na televisão brasileira tudo vale a pena ainda mais se a alma for "pequena" e resultar em muito lucro.


De Junior a 13 de Março de 2007 às 11:31
Cris Poli educa criancinhas e as novelas educam os grandinhos.

Agora na Globo é a vez de uma mãe que luta para manter uma casa e o emprego de mocinhas prostitutas.


De DO a 13 de Março de 2007 às 13:09
Não me surpreendo com estas coisas,não,SANTA.
Temos um presidente que orgulha-se de jamais ter lido um livro.
O resto é perfumaria.

Beijão!!


Comentar post