De Marcos Vasconcelos a 11 de Julho de 2006 às 10:19
É Sílvio, concordo com vc, mudam só as moscas, mas a pobreza utilitátia continua a mesma. Não é por acaso que o Nordeste — bolsão de pobreza utilitária, permanente curral eleitoral à espera de um messias populistas — continua a receber "investimentos" que lhe aliviam parcialmente a fome ao mesmo tempo que asseguram o voto de cabresto nos salvadores da moda com os seus jargões cheios de "esperança": aquela que venceu o medo, e essa agora "que se renova".

À esquerda e à direita os pobres sempre serão a massa de manobra ideal e manipulável, como o provam os temíveis pitbuls amestrados do MST e congênres, braços armados do PT prontos a serem atiçados contra o estado democrático de direito, além se servirem de vitrina melodramática para angariar os votos dos mais sensibilizados com a desgraça que é a fome.

------------------

Santinha, que bom que vc voltou! Saúde, muita sáude mesmo. Um grande xêro.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres