2 comentários:
De O Brasil que Lula não mostra a 21 de Agosto de 2010 às 17:55

Durante o tiroteio entre policiais e criminosos no Rio, um professor de educação física foi rendido por seis homens armados que o obrigaram a levá-los ao hotel Intercontinental, na zona sul, na manhã deste sábado. 



TIROTEIO E INVASÃO

A ação começou antes da invasão do hotel, quando traficantes e os policiais do 23º Batalhão da PM, do Leblon, trocaram tiros por volta das 8h30, após a PM encontrar o grupo, armado, passando pelas ruas do bairro. O tiroteio, que durou cerca de 40 minutos, foi muito intenso, de acordo com os moradores.

Alguns criminosos fugiram em direção à favela da Rocinha, enquanto outros entraram no hotel. Os bandidos estavam em três vans, cinco motos e vários carros. De acordo com a polícia, o bando vinha do morro do Urubu, em Pilares, zona norte, para uma festa no morro da Rocinha. Estima-se que o grupo era formado por cerca de 30 pessoas.(Folha São Paulo)


(http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/786688-criminosos-libertam-refens-e-se-entregam-em-hotel-no-rio-mulher-morre-durante-tiroteio.shtml) (http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/786671-criminosos-fazem-refens-em-hotel-do-rio-depois-de-tiroteiro.shtml)



De VERGONHA BRASILEIRA a 21 de Agosto de 2010 às 17:57
Pois é. Cadê o PAC da Segurança? A violência explode pelo país inteiro. Por que será se dizem que a vida do povão melhorou muito? Em breve nossas capitais (todas) vão superar Caracas. Nós já estamos no vermelho e vamos continuar no vermelho.


Comentar post