1 comentário:
De Saramar a 12 de Março de 2010 às 22:53
Santa, querida, eu vou e volto. Ainda está complicado para mim, mas continuo tentando.

Acredito que a postura de Luiz Inácio diante da morte do dssidente cubano não deveria ser motivo de surpresa para ninguém.
Luiz Inácio é um indivíduo essencialmente pragmático (eufemismo para cínico). Ele só age de acordo com seus interesses e interessa a ele fingir-se de cego e surdo diante dos horrores da ditadura cubana.
O que surpreende, eu creio, é que seus seguidores não sintam nenhum constrangimento em defender esta postura vergonhosa do do líder vermelho .
Pensando bem, vergonha ou constrangimento são conceitos inexistentes na prática do presidente brasileiro e seus seguidores.
Os cidadãos, porém, não o acompanham e perceberam muito bem a falsidade e a mentira conduzem "o cara".
Espero que, com esta postura, ele perca aliados.
beijos, saudades.


Comentar post