Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

 
1. Um centro apodrecido
 

Andando pelas avenidas Dantas Barreto, Guararapes e Conde da Boa Vista e ruas adjacentes, vias mais importantes, é perceptível o estado de decadência física e social daquele ambiente...Extrema desorganização do comércio ambulante, que o Camelódromo não conseguiu disciplinar. Também marcam aquela via a mendicância intensa e a enorme chance de aparecerem marginais, desde trombadinhas até gente armada, e beneficiados pela ausência da polícia e prontos para roubar dinheiro e objetos de valor dos(as) transeuntes. No caminho, vemos uma total falta de higiene... Em todo lugar, lixo que não acaba mais, que se renova todos os dias, todas as horas. Nenhum mutirão de garis consegue tornar limpa a velha cidade. A arquitetura que marca os edifícios da Guararapes e da primeira metade da Avenida Conde da Boa Vista faz do centro do Recife um lugar atrasado, parado no tempo, que não evolui mais, ao contrário de tantas outras cidades que aceleram na trilha do futuro urbano. A maioria das cidades populosas brasileiras nos humilha seriamente em termos de urbanismo e organização.  Na Conde da Boa Vista e ruas adjacentes, percebemos, além da multidão circulante e do horrível corredor de ônibus construído durante a prefeitura de João Paulo, um rico comércio itinerante de CDs e DVDs piratas, mais e mais lixo e aguinha nojenta no chão, mendicância abundante, menores abandonados circulando e verdadeiras feiras sem o mínimo de disciplina os quais mais parecem mercados persas. Além do mais, quando sentamos nas paradas de ônibus, corremos um alto risco de sermos “visitados” por assaltantes que fingem ser mendigos, pedem dinheiro e em seguida cobram o celular, a carteira e, a mulheres, a bolsa...O centro do Recife parece o pulmão de alguém que fuma há 40 anos, dado o seu estado de deterioração, sujeira e caos social. Observar os detalhes dessa que é uma das chagas de nossa urbe mostra como essa cidade e sua prefeitura são nota zero em urbanismo e política social. *Robson Fernando (para o Acerto de Contas) é articulista independente, graduando em Ciências Sociais pela UFPE (ver blog)

 

2. Recife: Cidadã Reporter

 

Avenida Guararapes, nas imediações do nº 131, bairro de Santo Antônio, Centro do Recife, levei uns turistas amigos residentes no Sul do País para conhecerem o Centro da Cidade do Recife e ficamos horrorizados com tanto lixo espalhados e em sacos.
 

Fomos comprar o melhor queijo de coalho do Recife, Sr. Jaime, e ao lado da barraca dele encontramos mais lixo, justamente na Avenida Dantas Barreto esquina com a Avenida Nossa Senhora do Carmo. Isso nos deixa bastante envergonhados pelo fato de que, nas Cidades do Paraná não se vê nada disso e principalmente no Centro da Capital - Curitiba, uma das mais bem cuidadas e limpas do Brasil.
 

Avenida Dantas Barreto em frente ao Edifício Inalmar, localizado na Avenida Dantas Barreto, 564, bairro de Santo Antônio, pleno coração da capital pernambucana, próximo ao cruzamento com a Avenida Nossa Senhora do Carmo.
 

Rua do Hospício fica localizada no bairro da Boa Vista, centro da cidade, fotografei este lixo na frente de um Hotel próximo ao Parque 13 de Maio e a Câmara dos Vereadores. Um belo cartão postal e uma boa impressão para os clientes do Hotel. (Textos e fotos; Maria Helena Nascimento//Cidadã Repórter / Fórum Cidadão Reporter/ Diário de Pernambuco)
 

3. O endereço da vergonha: Centro do Recife

 

 

Por João Valadares, de Cidades / JC

 

Se um não estivesse descoberto, passariam por sacos de lixo amontoados à espera do serviço de limpeza urbana. Mas é gente que espera, com a cara no chão, o serviço de assistência social da Prefeitura do Recife. “Somos pior. O lixo tem destino certo.” A frase, dita assim sem muita importância, é de um senhor de 58 anos que usa rua como cama há muito tempo. O endereço da vergonha é o Marco Zero da cidade, numa sobra de calçada do terminal marítimo de passageiros. Pontualmente, às 21h, a fila é formada. É a fila da humilhação. Só se desfaz às 5h. São 31 pessoas embrulhadas. Não deixam nem o pé do lado de fora. Quem passa rápido confunde homem e mulher com entulho.

 

Chamar de 'desamparo' é pouco.

 

Pode-se imaginar que aqueles escondidos ali, muitos adultos e alguns já velhos, conformados em sacos plásticos, resistem às tentativas de abordagem do poder público. Não é isso. Abordagem social até existe, a prefeitura cadastrou e conversou com todos eles, mas não há onde colocá-los, onde esquentá-los.

 

No Recife, cidade com 1,6 milhão de habitantes e um número desatualizado de mendigos, só existe um lugar para acolhimento de homens adultos em situação de rua. Fica numa travessa da Rua Imperial, no bairro de São José. Chama-se Centro de Reintegração Social (CRS). Lá, só cabem 50. Oficialmente, a Secretaria de Assistência Social do Recife trabalha ainda com os números de uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (Unb), que fez um levantamento comparativo entre os anos de 2004 e 2005. Os dados mostraram que o número de mendigos saltou de 653 para 1.390. Hoje, existem alguns relatórios do Instituto de Assistência Social e Cidadania (Iasc) que apontam, de maneira aproximada, o contingente.

 

No ano passado, quase 2 mil pessoas estavam nesta situação. Em relação a este ano, o dado disponível é de que 72 novos homens adultos, até 59 anos, passaram a viver na rua.

 

José Carlos de Santana, 64, já foi cozinheiro dos bons. Trabalhou em hotéis e restaurantes. Hoje, sobrevive de restos. Entende bem o que é travesseiro de pedra. Continua vivo por teimosia mesmo. Há 46 anos, dorme embaixo da marquise de uma loja de móveis no Centro. “Sou um infeliz. Meus filhos não sabem nem que eu existo. Não quero ir para abrigo da prefeitura. Lá, não presta. É muita bagunça. Fico aqui até Deus dizer basta.” Mal sabe que, mesmo se quisesse, não teria como ser recebido. Wilton do Nascimento, 34, exilado por problemas na comunidade, venceu pelo cansaço. “Esperei mais de um ano para ser acolhido. Lembro bem. Vim aqui 10 vezes.”

 

Na Rua do Imperador, algumas pessoas montam barracos à noite. “Eles só chegam para retirar nossas coisas e jogar fora. Vamos para onde? Tem lugar bom para a gente?”, pergunta Antônio Ferreira da Silva, 61. Um de seus amigos, o administrador de empresas David Neri Santos, 47, há oito dormindo na frente do Teatro de Santa Isabel, simplifica. “Morador de rua não vota. De dez, só dois têm documento.” David é ex-funcionário do Banco do Brasil. Nasceu numa família de classe média. Trabalhou em várias empresas em São Paulo.

 

“Em 1994 entrei num programa de demissão voluntária do Banco do Brasil. Com R$ 100 mil na mão, abri uma pequena empresa em Olinda. Quebrei e, hoje, vivo aqui.” David admite ser dependente de álcool e maconha. “Vendo limpador de parabrisa nos sinais para sobreviver. O grande problema é que o poder público não tem estrutura para resgatar as pessoas que vivem assim.” Na Rua do Imperador há 20 anos, Darlene dos Santos, 32, espera um auxílio-moradia do Iasc para alugar um quarto. “Parece que eles vão oferecer R$ 50 e eu completo com mais R$ 50.”



Publicado por Blog da Santa às 00:01 | | Comentar

5 comentários:
De Clenira a 25 de Agosto de 2009 às 14:20
Isso é o atestado de óbito da gestão do PT na prefeitura do Recife. Precisa mais??? Acorda povo!!!


De Descaso a 25 de Agosto de 2009 às 14:21
Se no centro da capital pernambucana está neste caos imagina na periferia.


De Maria Helena Nascimento a 17 de Setembro de 2009 às 04:40

Olá amigos, tudo bem?
Estou vendo "minhas" (nossas) fotos pelo mundo.
O grande problema não é o lixo verdadeiro mas sim, o lixo humano, infelizmente...
Seria tão bom que a matéria sobre os moradores de rua resolvesse o problema deles... Seria...
Sonhar é um direito... Obrigada. // maria.helena.nascimento@oi.com.br (mailto:maria.helena.nascimento@oi.com.br)
www.cidadao.dpnet.com.br (http://www.cidadao.dpnet.com.br)


De Maria Helena Nascimento * Cidadã Repórte a 7 de Janeiro de 2010 às 19:42

Olá colegas internautas, vejam minhas matérias com fotos sobre diversos assuntos no "Cidadão Repórter" e especialmente sobre os moradores de rua da Praça da Independência, Rua do Imperador e Recife Antigo. Uma tristeza! // Maria Helena Nascimento * Cidadã Repórter // 81-3341.1767 // 9212.1767


De Maria Helena Nascimento*Cidadã Repórter a 7 de Janeiro de 2010 às 19:50

Peço desculpas e corrijo a frase certa: Maria Helena Nascimento * Cidadã Repórter // Vejam também as belezas naturais e históricas da Região Metropolitana do Grande Recife através de bonitas fotos no Cidadão Repórter e digo mais, minhas mensagens não têm nenhuma conotação política. maria.helena.nascimento@oi.com.br (mailto:maria.helena.nascimento@oi.com.br)


Comentar post

BEM VINDOS!
ORKUT

Página da Santa

Comunidade da Santa
 

POSTS RECENTES

Novo endereço

Até breve!!

QUANTO VALE UM POBRE?

Narcoterroristas da Colôm...

Popular até para os morto...

Atenção! O trem-bala já n...

OS 85 TRIBUTOS COBRADOS N...

Dilma. A mulher "pode" !

Brasil: pós palanque e br...

Lula ressuscita a CPMF pa...

"O pior não é morrer de fome num deserto: é não ter o que comer na Terra Prometida" (José Lins do Rego)
ARQUIVO

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

MAPA ELEIÇÕES ESTADUAIS
Oposição é campeã na disputa pelos Estados (10 vitórias) contra 4 do partido governista.
BLOGS ESTRANGEIROS
  • A Natureza do Mal (Portugal)
  • Abulafia (México)
  • Abrupto (Portugal)
  • AEA(Portugal)
  • Astrolabio(Chile)
  • Bellxone(França)
  • Blog-sem-filtros(Portugal)
  • Betty Branco(Portugal)
  • COGIR (Portugal)
  • Das Pipi Pausa (Chile)
  • Dispersamente(Portugal)
  • Dra.Daniela Mann(Portugal)
  • El Escarabajo gris
  • Estados Gerais (Portugal)
  • Fado Falado (Portugal)
  • Fases da Lua Cheia (Portugal)
  • Foto Escrita (Portugal)
  • Impressões(Inglaterra)
  • In Mente (Portugal)
  • Kurika (Portugal)
  • Martha Clmares(Venezuela)
  • Menina Marota(Portugal)
  • Mixtu (Espanha)
  • Inquetudes(Espanha)
  • Novo Mundo(Portugal)
  • Nuvolaglia (Peru)
  • O Insurgente(Portugal)
  • Olhos de Órus(Portugal)
  • Os Intensos (USA)
  • Pisconight (Portugal)
  • Sabedoria(Portugal)
  • Ser Rizomático (Espanha)
  • Só Verdades(Portugal)
  • V-P(nieto) (Portugal)
  • Xnem(Barcelona)
  • BLOGS BRASILEIROS
  • A Marvada Pinga
  • A Moita do Moita
  • A Nova Corja
  • A Casa do Zé Carlos
  • As Culturas Reagem
  • Alquimistas do Brasil
  • Abuláfia
  • Arte Incomum
  • Arte de Fazer
  • Arte Popular
  • Apoio Fraterno
  • Abrindo Janelas
  • Alerta Brasil
  • Angelo da Cia
  • Amor Natural
  • Aqui não, Genésio
  • Aparte
  • ArtMonta
  • Arte Pública Blog
  • Bento vai pradentro
  • Boa Temática
  • Blog do Arlan
  • Blog do Carlos Caldas
  • Blog do Clausewitz
  • Blog de Daniel Butzke
  • Blog do Fábio Mayer
  • Blog do Ferra Mula
  • Blog do Hynkel
  • Blog do Joca
  • Blog do Maninho
  • Blog do Tunico
  • Blog do Tunico 2
  • Blog da Juju
  • Blog da Loba
  • Blog da Magui
  • Blog do Patrick
  • Blog da Nariz Gelado
  • Blog do Tambosi
  • Blog do Sombr4
  • Blog do Ozéas
  • Blogs Coligados
  • Blogando Francamente
  • Brazil Liberdade e Democracia
  • Brazil Business
  • Business Opportunites
  • Cadinho Roco
  • Camarada Arcanjo
  • Caótica
  • Cláudia Perrotti
  • Clenira Melo
  • Chega Mais
  • Circo Sem Futuro
  • Contos e Encontros
  • Contos que conto
  • Connaction
  • Coisas Caseiras
  • Contra o Vento
  • Cosmologia: ciência e arte
  • Culturas Híbridas
  • Da indignação à Ação
  • Desabafos do Amor
  • Deu no Jornal
  • Devaneios de Lilith
  • Diplomatizzando
  • Doutro Lado do Mar
  • Eduardo Souza
  • Educa Fórum
  • Equilíbrio
  • Em Outras Palavras
  • Escrevinhações
  • Estórias Essenciais
  • Ex-petista
  • Expectativas Racionais
  • Fabiana Melo
  • Fábio Mayer
  • Falares
  • Fermento Cínico
  • Flor de Lis Branca
  • Giocomo
  • Frodo Balseiro
  • Gazeta Cultural
  • Grupo da Quinta
  • Idéias e Histórias
  • Ilustrada PPG
  • Indecência Verde Amarela
  • Jus Indignatus
  • Kafe Roceiro
  • Lata Mágica
  • Leão Nazareno
  • Leite, Luz e Linha
  • Lesados em Geral
  • Lena Casas Novas
  • Limpa Brasil
  • Lucasivuca
  • MaGenCo
  • Maria B
  • Maria Oliveira
  • Meu Primeiro Bebê
  • Memorial IAC
  • Meus Ditos
  • Mini contos cotidianos
  • Minimínimos
  • Minuto Político
  • Netuno
  • Miolo de Pote
  • Nacionalista
  • Novas - Vera
  • O Copista
  • O País da Piada Pronta
  • O que pensa Aluízio
  • O Carapuceiro
  • Olhos de Marina
  • Outras Letras
  • PT Nunca Mais
  • Palavras ao Leu
  • Pensar Político
  • Pedra Fundamental
  • Pérolas aos Porcos
  • Plenos Pecados
  • Poemas e Amores
  • Porto das Crônicas
  • Por Cuba Livre
  • Por Outro Lado
  • Por um Novo Brasil
  • Pinkart
  • Pobre Pampa
  • Postura Ativa
  • Quintal do Leão
  • Ramses Séc XXI
  • Resistência
  • Rodrigo Constantino
  • Rótulo
  • Serjão comenta do céu
  • Sei.Não.Maga
  • Simpatia e Esculacho
  • Sobesta Blog
  • Soube?
  • Som Barato
  • Star Sasa
  • Toque das Ruas
  • Toca do Calango
  • Toca dos Seis
  • Tubarão
  • Santa do Blog
  • Uni-verso In-verso
  • Vaca Atolada
  • Varal de Idéias
  • Verbi Gratia
  • Vida Nova
  • Vôo Subterrâneo
  • Vox Libre por Antonio Rayol
  • Walter Carrilho
  • Zigue-zagueando
  • Contraditório
  • Jean Scharlau
  • Zé Povo
  • Novembro 2010
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    13

    16
    17
    18
    20

    21
    22
    23
    24
    26
    27

    28
    29
    30


    Brasileira em Lisboa, Portugal
    blogs SAPO
    tags

    “força aérea

    300

    80 anos de bento xvi

    aeronáutica

    affonso romano

    agência nacional de aviação civil

    água

    alimentação medieval

    alinhamento ideológico

    amarildo

    ancine

    andre desek

    anibal phillot

    animação

    ariano suassuna

    arquitetura

    arsenal

    arte

    arte brasileira contemporânea

    arte contemporânea

    arte pop

    arte pública

    artes visuais

    assalto

    assédio

    assembléia legislativa de perrnambuco

    atendimento aos municípios

    bacanal

    banco do brasil

    bento xvi

    bienal

    bloogueiros portugueses

    bobagens

    bolívia

    boris kossoy

    boris nikoláyevich yeltsin

    brasil

    bruna putistinha

    bruna surfistinha

    caetano veloso

    caetés

    campanha na rede

    cansei

    caos aéreo

    caricatura

    carlos wilson

    cartel

    células-tronco

    cenografia

    censura no brasil

    charge

    christina fontenelle

    cidades

    cinema

    classe média

    clement greenberg

    clodovil

    co-rio

    combater ao crime

    comissão de constituição e justiça do se

    comunicação

    congressistas

    congresso nacional

    conselho nacional de cinema

    controlador de vôo

    corrupção no brasil

    cow parade

    cow parade no brasil

    cpi do apagão

    crime

    crítica de arte

    culinária temática

    curadoria

    cursos

    diogo mainardi

    escultura

    fotografia

    governo

    governo do pt

    governo lula

    humor

    impunidade

    lei rouanet

    literatura

    lula

    mec

    minc

    patrocínio cultural

    poéticas

    política

    política cultural

    política pública

    políticas públicas

    prefeitura são paulo

    pt

    segurança

    turismo

    universidade

    violência

    violência urbana

    todas as tags