De Jarbas Marombão a 24 de Junho de 2009 às 15:54
A esperteza fez Lula virar mãe de bandido solto

Tão recorrente quanto tiroteio em faroeste é o diálogo entre o repórter da
TV e a mulher que chora na calçada do presídio conflagrado por uma rebelião.

─ A senhora tem parente lá dentro?

─ Meu filho ─ informa a voz aflita. ─ Fez umas besteiras
porque andou em má companhia, mas é um menino muito bom.

Vai-se conferir a folha corrida e as besteiras não foram pouca coisa. Homicídio,
latrocínio, assalto a mão armada, estupro, tentativa de assassinato, por
aí. A mãe não sabe de nada, ou finge que de nada sabe. O filho é um menino
muito bom.

Tão recorrente quanto essa conversa em dia de rebelião é a arbitrária absolvição
pelo presidente Lula de todos os delinquentes de estimação. Peculato, furto,
roubo, lavagem de dinheiro, estelionato, formação de quadrilha, estupro do
sigilo bancário, um e outro assassinato de prefeito ─ seja qual for
o crime cometido, os autores continuam inocentes. São bons companheiros.
São meninos bons. Culpada é a imprensa, que sofre de denuncismo epidêmico
e enxerga pecado onde só existe virtude.

José Dirceu, Antonio Palocci, Matilde Ribeiro, Benedita da Silva, Severino
Cavalcanti, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Fernando Collor, Romero Jucá,
todos os mensaleiros, todos os sanguessugas, todos os aloprados, agora José
Sarney ─ a lista é tão extensa quanto o prontuário da turma. Lula faz
de conta que não sabe de nada.

A diferença entre o presidente e a mulher do presídio é que ela tenta socorrer
um criminoso que está no xadrez porque é uma pessoa comum, ele só socorre
criminosos que continuam em liberdade porque são pessoas incomuns. O destino
transformou-a numa genuína mãe de bandido preso. A esperteza fez Lula virar
mãe de bandido solto. (AugustoNunes)

JARBAS MAROMBÃO
Rio de Janeiro


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres