De Anónimo a 29 de Abril de 2009 às 14:36
Coincidentemente, parece que a primeira fase de um outro “case” de comunicação fora dado também por Monica Bergamo. Aquela colunista na Folha, que publicou o "furo" sobre os vestidos de D. Lu Alkmin, no mesmo dia em que a 1a página do jornal estampava um duro editorial sobre o estupro da conta de Francenildo, o correto e ingênuo caseiro. Interessante, né? Com efeito, eles sempre podem ir um pouco mais longe. E pela democracia e a decência no Brasil, alguém fará alguma coisa?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres