21 comentários:
De Marquinho a 16 de Fevereiro de 2007 às 23:57
É isso aí, Santa.
Dançamos!. Cotidianamente...


De Caótica a 17 de Fevereiro de 2007 às 00:09
Lindo poema! A gente nem precisa de carnaval. Brasileiro só em viver já dança.


De Caótica a 17 de Fevereiro de 2007 às 00:15
Gostei do post em homenagem ao Gabeira. Parabéns pelo aniversário deputado!


De Serjão a 17 de Fevereiro de 2007 às 09:52
Chacal era figurinha fácil no undrground carioca da década de 80. Há muito tempo não ouvia falar dele. Bjs e bom carnaval. Abs de seu devoto


De Toque das ruas a 17 de Fevereiro de 2007 às 10:38
Santa,

Só mesmo a Santa pra nos trazer os anos 70 em plena farra de Momo.
Gosto muito também de Leminski.

Eu, hoje, acordei mais cedo
e, azul, tive uma idéia clara.
Só existe um segredo.
Tudo está na cara.

Sem título


De Nido a 17 de Fevereiro de 2007 às 12:20
Santa,


Eu vou cair na gandáia, afinal ninguém é de ferro.


De Dayse a 17 de Fevereiro de 2007 às 12:52
Faz lembrar o tempo de criança e os preparativos para o baile infantil de carnaval. Ai, como as coisas mudaram!!!


De Fabiana a 17 de Fevereiro de 2007 às 16:34
Que sapatinho mais lindo, Santa! Quanto ao poema digo que minha vida é uma discoteca:))


De liliane a 17 de Fevereiro de 2007 às 16:58
Santa,

Adorei o post. Aproveite os dias de carnaval para um bom descanso.


De Iran a 17 de Fevereiro de 2007 às 17:35
Deu para perceber que não gosta de carnaval. Sugiro que venhas para os pampas. Aqui é calmo!!


Comentar post