De Fábio Mayer a 28 de Setembro de 2008 às 11:13
Como eu disse lá em casa, um ícone:

- de beleza (sou homem, mas sou obrigado a reconhecer);
- de talento (afinal, 9 indicações ao Oscar e uma estatueta, além de Emmys, Globos de Ouro e outras tantas honrarias, não foram por acaso).

- de versatilidade (PN foi piloto de corridas (chegou em 2º numa 24 horas de Le Mans), dono e chefe de equipe de F-Indy e empresário, chegou a lucrar 100 milhões anuais de dólares na índustria alimentícia, dinheiro que ele doou para causas sociais.

Vai-se um ícone do século XX. A humanidade está mais pobre a partir de ontem.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres