15 comentários:
De Dayse a 28 de Julho de 2008 às 08:52
A questão da prostituição de crianças e adolescentes, meninas e meninos, também não é vista pelas políticas de governos e das milhares de ongs metidas financiadas com dinheiro público.


De Duda a 28 de Julho de 2008 às 09:22
A sociedade brasileira é uma só e os problemas são os mesmos independente de "aldeias".


De bad credit personal loans a 28 de Julho de 2008 às 09:25
Oh my.. this is the best blog.


bad credit personal loans (http://badcreditpersonalloans.loansrestructuring.com)


De Maria Oliveira a 28 de Julho de 2008 às 09:30
Já assisti algumas entrevistas, no Jo Soares, de ativistas reclamando direitos "especiais" para gays no Brasil. Nunca fazem referência aos das comunidades indígenas.


De ex-petista a 28 de Julho de 2008 às 10:01
Desemprego, alcoolismo, fome, mortalidade infantil, prostituição, falta de atendimentos básicos, manipulação local e estrangeira, eis algumas das desgraças que passam essas comunidades. E a política indigenista o que faz? Confinar essas populações mais ainda.


De Anónimo a 28 de Julho de 2008 às 10:07
Política indigenista: governo repassa centenas de milhões para ONGs e está ausente das aldeias


BRASÍLIA - Dispersa em vários órgãos do governo, e alvo das críticas do general Augusto Heleno, comandante militar da Amazônia, que a chamou de "lamentável, para não dizer caótica", a política indigenista está entregue a Organizações Não-Governamentais (ONGs) e não consegue atender os 740 mil índios em todo o país.

Com a ausência do Estado nas aldeias, proliferam a criação de organizações, muitas arrancando para si vultosas quantias do orçamento destinado à saúde indígena; outras interessadas em catequizar e evangelizar esses povos.

É o que mostra reportagem de Maria Lima, Evandro Éboli e Chico de Gois na edição deste domingo de 'O Globo'. Há no meio militar receio de que entidades ligadas a ONGs estrangeiras estejam de olho não só nos índios, mas na riqueza florestal e mineral da Amazônia...

Publicada em 26/04/2008 O Globo Online


De Flor de Lis a 28 de Julho de 2008 às 10:16
Santa, coitados dos gays isolados em reservas. Por incrível que possa parecer, a política indigenista tem por objetivo preservar os "espécimens" , o mais intocável possível, para preservar-lhes a cultura. Não sei como não se dão conta, que isso pode servir para a preservação das espécies animais. Mas, que fazer isso com gente, é absurdo. Além de ser fora da realidade!.


De Anónimo a 28 de Julho de 2008 às 10:19
E os gays "não índios"? Liberou geral?


De Sílvio - Minimínimos a 28 de Julho de 2008 às 10:43
Imagine como viviam os gays quando "não existiam" nessas tribos...


De DO a 28 de Julho de 2008 às 11:30
Ele que se cuide pq a coisa nào é facil não.

Beijos,SANTA


Comentar post