28 comentários:
De Duda a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:09
Santa, o caso do menino João é de uma brutalidade...E pasme: especialistas estão na TV em defesa da não redução penal.


De Dayse a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:13
Sou a favor de prisão perpétua para criminosos e da pena de morte para crimes hediondos.


De Lu a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:17
Alguém viu algum pronunciamento do Governo Federal? O governante deve pedir desculpas também a familia. Afinal cabe ao ESTADO garantir a segurança do cidadão no País.


De Nido a 10 de Fevereiro de 2007 às 01:24
Santa, sem palavras diante de tanta brutalidade.


De Daniel J. Butzke a 10 de Fevereiro de 2007 às 01:24
Lula declarou que é contra a redução da idade penal de até 18 anos para criminosos. Alguém esperava o contrário? Quer dizer que um menor (bandido) não tem responsabilidade sobre os crimes que pratica mas para votar para presidente, decidir quem conduzirá o País, é considerado maduro, em plena forma mental e psiquica.


De tunico a 10 de Fevereiro de 2007 às 05:26
O pior é que Lula declarou ontem que o Estado(sempre o Estado) não pode agir com emoção.Numa frieza incrível.Realmente, ele encarnou a frase "Le état c'est moi"


De tunico a 10 de Fevereiro de 2007 às 06:07
Vamos ver até onde vai a força dos blogueiros. Subscreva lá e divulgue.

http://www.petitiononline.com/hruodber/petition.html


De Flor de Lis Branca a 10 de Fevereiro de 2007 às 07:51
Santa,


O que Lula fala nao se escreve. Ele demonstrou bem que nunca pretendeu cuidar da segurança no Pais quando omitiu a questão em seu plano de governo.


De Serjão a 10 de Fevereiro de 2007 às 07:52
O que ainda escrever sobre este caso que aunda não foi escrito? Realmente eu voltei. Com a mesma falta de tempo e um pouco de desânimo também. Mas vamos levando.
Abraços de seu devoto.


De Claudia a 10 de Fevereiro de 2007 às 08:41
Pelas opiniões de 'especialistas' e pelo nível dos debates, João vai ser mais uma estatística. Tudo vai ficar na mesma.

O carnaval está aí para entorpecer a população e fazer com que esqueçam, por alguns dias, que vivem no inferno.

Quando li a notícia, achei que isto seria a gota d'água, seria o 'turning point' para uma reação, para o fundo do buraco. Mas não, nenhuma ação concreta, apenas a defesa - injustificável - dos bandidos pelas ONGs e o MTB dizendo que 'não podemos agir de cabeça quente'.

Eu teria declarado o Carnaval suspenso, a cidade de luto, o país parado, totalmente parado - uma morte como essa deveria ser uma porrada na cara de cada um de nós, uma porrada na cara do Brasil.

O fundo do poço fica cada vez mais fundo, o limite fica cada vez mais distante.

É uma involução - corroendo, dilacerando, rasgando o pouco que ainda podemos chamar, dentro de nós mesmos, de 'civilização'.

Abraços fraternos


Comentar post