14 comentários:
De Divinius a 31 de Janeiro de 2008 às 11:57
RESPIRA A LEVEZA QUE VIVE EM TI...
SOLTA TODA A BELEZA DO TEU OLHAR...
SOLTA TODA A BRANCURA DA TUA TERNURA...
SOlTA NA ÁGUA PURA DO MAR...
Gostei de ler:)


De Clê a 31 de Janeiro de 2008 às 12:09
Lula criticou o próprio Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Conclusão: esse homi presidente é um SER sem estilo, sem competência e precisa sair rápido. SAI DAI LULA, SAI!


De Fabiana a 31 de Janeiro de 2008 às 12:11
Essa Marina Silva deveria ser retirada da lista dos 50 mais.


De a 31 de Janeiro de 2008 às 13:13
FORA MATILDE!

Marina ministra da (des)igualdade racial, uma pobretona desvairada e rainha dos cartões de crédito vai provar do próprio veneno. Vai provar o gostinho do castigo do PT ferido em ano eleitoral. Sai daí ou então abre a boca... Toda delação é lucro.


De Clau a 31 de Janeiro de 2008 às 16:06
As despesas dos cartões corporativos da presidência da república estão protegidos por sigilo da justiça.
Nós, reles mortais que pagamos as plásticas de dona Marisa, não temos direito de saber como e quanto é gasto pelo casal da Silva.

Outra vergonha nacional. Quanto ao Inpe e ao que existe na Amazônia, as imagens são incontestáveis.

Santinha, voltei com fotos belíssimas de Florença. Posto depois do Carnaval. Beijos e boa folia ;-)


De Marcos a 31 de Janeiro de 2008 às 16:22
O sobrevôo da Marina é pouco para se ter uma idéia do tamanho da desgraça. Os satélites vêem áreas muito maiores e com mais precisão. Foi um passiozinho pra inglês ver.


De Anónimo a 31 de Janeiro de 2008 às 16:59
Antes do final do governo FHC, os cartões eram apenas para os gastos diretos da presidência, e eram 42 em seu total. Neste pequeno universo, realmente ficava mais transparente e fácil de controlar pelo TCU, do que os gastos com o dinheiro vivo da “Pequena Caixa”

DE 2000 a 2002, as despesas com o cartão de todo o governo totalizaram apenas R$ 3,5 milhões.

Estão incluídos, neste caso, não só os saques como os gastos faturados no cartão de crédito. Apenas quatro órgãos, no entanto, usaram o serviço em 2002: Presidência, IPEA, Ministério da Educação e Ministério do Meio Ambiente.

Entretanto, depois de assumir o governo, A turma do Lula conseguiu acabar com a transparência alegando que os gastos da presidência eram sigilosos por natureza e que os gastos com os cartões não poderiam ser divulgados por motivo de segurança nacional.

Depois disto virou festa. Quase todos os ministérios têm grande quantidade de cartões, e estes são também moeda de troca no esquema político.

“O deputado fulano de tal vota a matéria favorável ao governo, se for possível que seus afilhados, lotados no ministério tal, tenham também cartões corporativos”

Então esta matéria ilustra que qualquer ação por mais bem intencionada que seja, pode ser desvirtuada por pessoas que não estejam em tom com a moral e a ética que deve prevalecer em qualquer sociedade principalmente em se tratando do dinheiro público.

Toda a reforma do apartamento do Lula em São Bernardo –SP- foi paga com cartões corporativos. Isto não é motivo de segurança nacional, mas pode ser motivo de impedimento do presidente por falta de ética e por uso indevido do dinheiro publico..

http://robertoleite.assisfonseca.com.br/?p=276


De CIA PALAVRAS ANDARILHAS a 31 de Janeiro de 2008 às 19:36
E a Primeira-dama usa cartões corporativos?

Pela lei Marisa Letícia não pode ter despesas custeadas pela União, não é funcionária pública, não tem direito a diárias de viagem e roupas e cabeleireiro devem ser despesas pagas pelo marido.


De Iran a 31 de Janeiro de 2008 às 19:39
Santa,

Esse PT vai ficar no lixão da História!


De Alô Congressistas!!! a 31 de Janeiro de 2008 às 19:43
Chegou a hora de abrir a CPI DA TAPIOCA já!!! Queremos saber mais. Queremos saber o que fazem com o dinheiro dos nossos impostos e desmoralizar a canalha toda.


Comentar post