De Anónimo a 16 de Dezembro de 2007 às 16:50
Santa,

Custo acreditar que alguém, diante da gravidade do fato, propõe a " que orientaria sua assessoria a estudar o caso..." , não inspira determinação, confiança e interesse, muito menos sensibilidade. Todos sabemos que aliados seguem a mesma orientação do poder central e não me parece que o governador tenha perfil de um insurgente - ao ponto de opor-se contra ao estalar de dedos de Fidel Castro ao governo brasileiro, como fez quando o ministério da justiça devolveu os dois inocentes para a ilha-cárcere. Portanto, que deus , a imprensa e os homens de bem, protejam os cubanos.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres