18 comentários:
De Iran a 3 de Setembro de 2007 às 15:41
Esse ministro vai ser abatido pela boca. Se meteu no Congresso também.


De Fábio Mayer a 3 de Setembro de 2007 às 21:40
Os militares não tem força para mais nada... a tropa, mal remunerada e amadora, não responde como antigamente, porque as FA perderam sua doutrina, após mais de década de abandono pelas autoridades.

O ministro usou esse caso para se promover, sabendo que no máximo, uma meia dúzia de altos oficiais falaria algo... repercussão baixa, o Sr. Jobim vai asfaltando sua estrada para o Planalto.


De Vivi a 3 de Setembro de 2007 às 22:22
O dinheiro da Marcha das Margaridas


Lembram-se daquela Marcha das Margaridas?

No dia 22 de agosto, Lula participou da solenidade e fez mais um de seus discursos contra as elites. O governo também negou que tivesse dado dinheiro para o evento. Não deu? Abaixo, segue a liberação do recurso, que está no Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal):

Detalhes do Convênio UF: DF Município: BRASILIA De... Detalhes do Convênio
UF: DF Município: BRASILIA

Detalhes do Convênio
Número do Convênio SIAFI: 592729
Nº Original: 20002157200700040
Objeto do Convênio: Apoio a Marcha das Margaridas
Orgão Superior(Descrição-Código): PRESIDENCIA DA REPUBLICA
Concedente(Descrição-Código): SECRETARIA ESP. DE POLITICAS PARA AS MULHERES
Convenente(Descrição-Código): CONFEDERACAO NACIONAL DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA
Valor Convênio: 114.008,16
Valor Liberado: 114.008,16
Publicação: 31/07/2007
Início da Vigência: 30/07/2007
Fim da Vigência: 30/01/2008
Valor Contrapartida: 16.000,00
Data Última Liberação: 01/08/2007
Valor Última Liberação: 114.008,16

blog do Reinaldo Azevedo


De a 3 de Setembro de 2007 às 23:25
É o fim da linha!


De Anónimo a 4 de Setembro de 2007 às 00:13
Ô Santa, acorda!!!
Esse "Militar Legal" é Chavista...
Hehe

O Pensador


De Renan começa arrastar a 4 de Setembro de 2007 às 08:08
O corregedor do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP), disse nesta segunda-feira que vai incluir nas investigações sobre as novas denúncias contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) a acusação de que o senador Romero Jucá (PMDB-RR) também teria participação em um suposto esquema de desvio de dinheiro público em ministérios chefiados pelo PMDB.

O senador Jucá é irmão do empresário pernambucano Alvaro Jucá, do Paço Alfândega e da empresa de consultoria Diagonal, sediada em São Paulo.

Folha Online, em Brasília


De Toque das ruas a 4 de Setembro de 2007 às 08:21
Nelson Jobim, novamente fantasiado de General foi para o Haiti, participar de reuniões militares internacional, sem ter a menor idéia do assunto.


De Betinha a 4 de Setembro de 2007 às 09:29
Santa,

Esse é o ministro da DEFESA que foi dar solidariedade a RENAN. Daí já se perbe a seriedade! Em que mãos está a segurança do País!


Comentar post