28 comentários:
De Serjão a 28 de Abril de 2007 às 10:04
Santa
Depois comento o post.

Olha só onde isso foi parar
http://www.kibeloco.com.br/

Abs de seu devoto


De Eduardo a 28 de Abril de 2007 às 10:05
Santa, isso lembra a venda milionária dos direitos e as exigências americas para o Brasil ter a grife do Museu Guggenheim. Governadores e prefeitos deslumbrados brigando para sediar o museu.


De blogdearte a 28 de Abril de 2007 às 10:57
Em muitas cidades vacas foram adotadas por moradores próximos aos estacionamentos.


De Clê a 28 de Abril de 2007 às 11:02
Se um produtor local propor um evento para teatro de rua em nível nacional enfrenta toda ordem de dificuldade. A principal colocada pelos possíveis patrocinadores e o governo já que é aberto ao público é a falta de dinheiro para investir. Mas quando se trata de encher os olhos e muita publicidade governamental envolvida aí aparece dinheiro e muuuuito.


De Fabiana a 28 de Abril de 2007 às 11:04
Porque vacas???


De Nido a 28 de Abril de 2007 às 11:07
Imagine levar pra casa uma vaca de fibra, pintada, em tamanho natural.


De No Reino do Lero-Lero a 28 de Abril de 2007 às 11:12
Não se justificam as razões pelas quais muitos representantes parlamentares se posicionam de forma contrária à redução da maioridade penal de 18 anos para 16 anos, tão somente no caso de tráfico de drogas, tortura, terrorismo e crime hediondo (homicídio qualificado, seqüestro, estupro e roubo seguido de morte).

O menor de 16 anos, no Brasil, pode tudo, mas não é responsabilizado por quase nada... Márcio Accioly


De Duda a 28 de Abril de 2007 às 11:13
Santa,

Óbvio que é negócio e não arte, embora os artistas se esmeram em pintar vaquinhas. O que fica disso além dos milhões gastos???


De Marquinho a 28 de Abril de 2007 às 12:23
Em Recife teve uma exposição que o artista usou porquinhos feitos de cerâmica (barro) em diversos tamnhos pequenos. Encheu uma sala deles e no meio fez um cercado com um porco vivo dentro. O nome da arte era “Iac! iac! óinc!”. Até hoje eu não sei o que aquilo queria dizer.


De Ricardo Rayol a 28 de Abril de 2007 às 12:48
Mas é claro que é um baita negócio.

PS: A ideia do Serjão foi parar no kibeloco...


Comentar post