19 comentários:
De Rodrigo Xavier a 2 de Novembro de 2007 às 02:44
O bacana de artistas do medievo é essa narração silenciosa de uma mensagem, história ou mito. E o fazem com clareza. E quanto à análise do mau governo, pareceu-me que há caracterísicas demais para o tirano. Uma só já seria suficiente. Apropriado.

Santa, obrigado pela delicadeza da mensagem. Pensei nisso, mas por ora a pausa é importante. Estou sempre aqui. Abraços.


De marquinho a 2 de Novembro de 2007 às 08:46
Estou impressionado com a descrição da pintura!


De Duda a 2 de Novembro de 2007 às 08:52
Santam

Que post!! E no primeiro detalhe: A Avareza, a Soberba e a Vanglória "iluminam" a mente do Tirano...Boa pergunta: Teria o artista a liberdade de confrontar os tiranos?


De eduardo a 2 de Novembro de 2007 às 09:15
Santa, quando puder posta O Bom Governo. Também é rico em narrativa.


De eduardo a 2 de Novembro de 2007 às 09:16
Santa, quando puder posta O Bom Governo. Também é rico em narrativa.


De Dayse a 2 de Novembro de 2007 às 09:29
Santa,

Obrigada! Aprendi a gostar de artes plásticas, pintura, no teu blog!


De Dedo de Lula: a 2 de Novembro de 2007 às 10:00
Anatel aprova venda de parte da TVA para a Telefônica, no pacote para salvar mandato de Renan

A ligeira trégua editorial da revista Veja contra o Palácio do Planalto deu resultado prático. O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a aquisição, pela espanhola Telefônica, de parte (até 19,9%) das emissoras de televisão a cabo da TVA (que pertence ao grupo Abril, que edita a Veja). A aprovação teve o dedinho do presidente da República.

No mercado, sabe-se que seu filho Lulinha (Fábio Luiz da Silva) pretende ampliar seus negócios em televisão. Fábio Luiz da Silva fortaleceria a parceria de sua Gamecorp com a Oi (ex-Telemar) e com a Telefónica.


De ex-petista a 2 de Novembro de 2007 às 10:05
Santa,


Mestra em mostrar arte e política. Belo post!


De Lata Mágica a 2 de Novembro de 2007 às 13:03
O artista na época poderia ser o crítico pois a arte têm esse papel de criticar também.

Um forte abraço dos amigos da lata mágica recife.

Willam & Odilene


De Ricardo Rayol a 2 de Novembro de 2007 às 15:59
Sinceramente nunca tinha ouvido falar que ele era pintor, achava apenas que era o churrasqueiro do presidente com um cargo de confiança maneiro e bem remunerado.


Comentar post