36 comentários:
De Lata Mágica a 17 de Abril de 2007 às 00:26
Os padres são a favor de tomar terras do outro, mas não dividem o deles. Aqui, na cidade uns sem teto fizeram cabanas em volta de uma igreja e os padres chamaram a polícia para desocuparem.
São a favor desses invasores. Se alguém entrar na casa paroquial o padre entrega tudo e sai da lugar para os sem teto?


De Alexandra a 17 de Abril de 2007 às 00:28
Santa,
Tou chocada. Não consigo ver as fotos direito.


De Daniel J. Butzke a 17 de Abril de 2007 às 00:40
A agenda do MST e outros semelhantes de invasões da propriedade privada, invasões em órgãos públicos, de quebra-quebra, estupros, espancamentos e matança, em todo o país, é tão gigantesca, e nunca se ouviu um só pronunciamento de Lula sobre assunto.


De Anónimo a 17 de Abril de 2007 às 00:44
Além de bandidos, usam crianças e mulheres na linha de frente como estratégia para proteger os chefes da massa de manobra.


De david a 17 de Abril de 2007 às 04:37
Não parecem gafanhotos? Por onde passam, nada fica de pé. Gente inútil com chapa branca...


De direita truculenta a 17 de Abril de 2007 às 07:03
A violência no campo não está ligado, ao que muitos pensam, aos movimentos e sim aos donos de terra, aos agropecuários e a impunidade já que dos 1644 assassinatos , só 82 foram julgados e só 19 mandantes foram indiciados.


De Grupo da Quinta a 17 de Abril de 2007 às 07:46
E pra falar de coisas boas, que fazem bem aos olhos, ouvidos e a alma...O Grupo da Quinta inicia sua turnê através do Prêmio Caravana Funarte de Circulação 2007 - Teatro em 04 cidades: Campina Grande 20,21 e 22.04; Mossoró 27,28 e 29 de 04; João Pessoa 03,04 e 05 de 05 e Natal 12 e 13 de maio de 2007.


De Resposta do MST à sociedade a 17 de Abril de 2007 às 07:59
O que nos choca é o comportamento da chamada "grande imprensa brasileira". Transformou nossa Jornada em coisa de outro mundo. Mas nós entendemos esta posição. No Brasil cerca de 80% de todas as notícias são monopolizadas por apenas sete grandes grupos. Estes grupos defendem, a todo custo, os privilégios econômicos e políticos de uma minoria da sociedade brasileira. Há várias teses e estudos no país que demonstram como a grande imprensa se comporta como um partido político da classe dominante, fazendo luta ideológica para hegemonizar a sociedade com suas idéias.


De artepublica a 17 de Abril de 2007 às 08:07
Pode haver liberdade sem respeito à propriedade? É por coincidência que o MST é de orientação marxista ou ele é claramente a favor do totalitarismo, conforme implantado nos paises de regime socialistas?


De Silvio Vasconcellos a 17 de Abril de 2007 às 08:47
A barbárie, independentemente de onde se origine é abominável. Culpar a história pelas diferenças de nossa sociedade não justifica o vandalismo, amparado por uma legislação que dá suporte a impunidade. Utilizar-se da miséria de outros para torná-los uma boiada ideológica (sem lógica) é tão asqueroso quanto os currais eleitorais que perpetuam o poder daqueles que dominam através da miséria alheia.


Comentar post