8 comentários:
De Daniel J. Butzke a 28 de Novembro de 2008 às 07:22
O precisava era uma reação forte do legislativo como a devolução da MP da Pilantropia, para acabar com a farra das MPs. Antes tarde do que nunca, antes tarde do que nunca...


De ZEPOVO a 28 de Novembro de 2008 às 08:13
Sem MPs o Estado Brasileiro fica devagar, devagarinho...
Mas existe o perigo de ficar claro que sem pressão de MP's as duas Casas Parlamentares são quase inoperantes, podem levar meses sem votar nada importante...
É uma medida que apesar de necessária,parece mais política e de ocasião. Espero que não seja apenas chantagem...


De ex-petista a 28 de Novembro de 2008 às 08:31
Resumo. O poder imperial do Planalto ao apequenamento do Congresso, continua.


De DO a 28 de Novembro de 2008 às 10:07
Isto ai acontece desde que aprovaram esta maldita Constituição,Santa. Qualquer que fosse o "presidente" faria a mesma coisa.

Beijos!!


De Fábio Mayer a 28 de Novembro de 2008 às 12:55
O problema todo é que o Congresso se abstém de legislar e perde tempo demais com política paroquial.

Trabalha 3 dias por semana, quando muito, e trabalha mal.

E por esta razão, NÃO TEM MORAL para exigir que o governo emita menos MP(s), problema que vem desde a Constituição de 1988.

Collor, Itamar, FHC e Lula abusaram das MP(s) pela inação do Congresso e também porque ele, o Leguslativo, não se faz respeitar.

Se o texto constitucional fosse observado, não haveria tantas MP(s), porque o Congresso às rejeitaria dizendo não se tratar, a maioria dos casos, da relvância e urgência que a Constituição prevê.

Mas o Congresso tudo aceita e ao ibnvés de simplesmente travar a tramitação delas, por ineptas, entende que o problema está no seu processamento


De Fábio Mayer a 28 de Novembro de 2008 às 12:58
OFF TOPIC:

Os desabrigados de SC precisam em regime de urgência de produtos de higiene pessoal, especialmente feminina e infantil:

- absorventes íntimos;
- fraudas descartáveis.

Sei que muitos de vocês,que frequentam o blog da Santa, e a própria Santa, já fizeram doações, mas, se alguém puder ajudar, nem que seja com um único pacote, acredite, será uma ENORME contribuição!


De Eduardo P.L a 28 de Novembro de 2008 às 15:21
Tudo ficará como esta! Claro! Os partidos da base fazem o que seu rei mandou!
Obrigado pela visita ao ULTIMO BLOG. Foi uma honra recebe-la!


De Anónimo a 28 de Novembro de 2008 às 22:11
As medidas provisórias são uma aberração, pois foram criadas para o sistema parlamentarista. E são contraditórias, pois seus requisitos são os da relevância e urgência.Ora,se são relevantes, logicamente não podem ser votadas com urgência, exigindo um tempo razoável para serem analisadas em todas as suas conseqüências.


Comentar post