De Silvio Vasconcellos a 14 de Dezembro de 2006 às 07:08
Em qualquer lugar do mundo, surge a lei e em seguida surge quem se aproveite ou descubra um jeito de burlá-la. Há até um ditado argentino assim: "Hecha la ley, hecha la trampa".
Assim, a distorção se torna autorizada, desviando-se recursos federais para a promoção de empresas, muitas vezes estatais, apoiando espetáculos nem tão culturais assim.
Escutei essa semana que foi criada uma lei semelhante para os esportes. O que deveria ser comemorado como conquista já começa a arquitetar-se como sacanagem. Logo, logo, veremos os grandes clubes se aproveitando da "boquinha".


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres