8 comentários:
De DO a 19 de Setembro de 2008 às 07:52
E tem gente que ainda quer ve-lo como presidente do país...
Cada bobagem!!

Beijos,Santa!!


De Anónimo a 19 de Setembro de 2008 às 12:59
Esse pessoal fica fulo da vida quando abre-se a luz do conhecimento para as coisas erradas dentro do governo.
Querem fazer tudo com as cortinas cerradas, sem consequências, governar acima das leis do país etc.
Ainda bem que temos imprensa livre e llulla já lançou alguns balões de ensaio para tentar calar a mídia.
Deu várias vezes com os burros n´água, mas não desiste.
Já usou várias vozes pra isso.
A "voz" da vez é o Nelson Jobim.


De Daniel J. Butzke a 19 de Setembro de 2008 às 14:06
Sempre que o governo se vê numa enrascada, sem saída, apela logo pra coisas desse tipo pra desviar a atenção.


De Dayse a 19 de Setembro de 2008 às 14:25
Lula tem que cuidar é dos agentes de inteligência da presidência e da Polícia Federal, lá é que estão os arapongas. Perdeu o controle e quer passar a batata quente pra jornalistas, pra imprensa.

Essa corja pensa que está tratando com imbecil?


De ex-petista a 19 de Setembro de 2008 às 14:25
Santa, acabei de postar lá no blog:

"TARA AUTORITÁRIA: GOVERNO DECIDE COMBATER GRAMPO CENSURANDO A IMPRENSA. É INCONSTITUCIONAL!"


De Eduardo a 19 de Setembro de 2008 às 14:33
O escãndalo dos GRAMPOS por agentes do governo é um escândalo do governo petista pior que o mensalão, o caixa dois, os dólares na cueca, o falso dossiê petista contra o PSDB, os gastos indevidos dos cartões corporativos, a venda da Varig, o filho, o compadre, o irmão de Lula, tudo ainda é menor que do que grampos de escutas telefônicas não autorizadas FEITAS "SUPOSTAMENTE" pelo pessoal da ABIM, PF, órgãos do GOVERNO.


De Duda a 19 de Setembro de 2008 às 14:35
O ministro da Defesa foi quem revelou (sem querer) quem comprou maletas de escutas... Desta vez a petralhada está quieta, não pode dizer que tudo é invenção da direita fascista, nazi-sionista, neoliberal, imperialista e terrorista!


De Anónimo a 19 de Setembro de 2008 às 15:25
ANJ repudia mudanças no sigilo da fonte

No Estadão:

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota ontem em repúdio "a qualquer mudança no princípio constitucional do sigilo da fonte, conforme foi lamentavelmente proposto pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim". Em depoimento na CPI dos Grampos, anteontem, Jobim sugeriu que o Congresso flexibilize a Lei de Imprensa, no que diz respeito ao sigilo da fonte, para que a imprensa, em determinados casos, seja obrigada a revelar como obteve informações sigilosas.De acordo com a nota da ANJ, assinada por seu vice-presidente, Júlio César Mesquita, "se a Constituição determina, em seu artigo 5º, que é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional, isso ocorre porque se trata de pressuposto básico da própria liberdade de imprensa".


Comentar post