De Frodo Balseiro a 3 de Maio de 2008 às 07:03
Não poderia ser outro a encaminhar essa proposta maluca. Gilberto Gil, o ministro Porcina (o que foi sem nunca ter sido)!
Parece que ele só interrompe o seu descanso, ou suas turnes, para propor coisas no mínimo esquisitas.
O "cípó do barato", muito usado por artistas "descolados", não merece entrar na listinha de bens imateriais brasileiros. Antes dele, teriamos de elevar a essa categoria, a cachaça, o fumo de corda, e a bunda, e o berimbáu! Esses sim lídimos representantes da "cultura" da Banânia!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres