Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

 

Disse o poeta português Luis de Camões "Jamais haverá ano novo, se continuar a copiar os erros dos anos velhos". Então... Desejo a todos um 2010 feliz e, em especial, um ano de renovação. Beijos!!

 

Imagem: Estudo para Lady Claire, John W. Waterhouse



Publicado por Blog da Santa às 17:10 | | Comentar | ver comentários (11)
|

Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2009

.

Os 80 anos da atriz Audrey Hepburn, que seriam comemorados este mês, ganharam caixa especial

 

Luvas pretas, piteira, pérolas e o "pretinho" sem mangas que foi arrematado por quase US$ 1 milhão num leilão da Christie's em 2006. É assim, vestida de Holly Golightly em "Bonequinha de Luxo", que Audrey Hepburn ilustra a tampa da lata com cinco DVDs lançada para comemorar seus 80 anos de nascimento.


Entre os títulos estão aqueles que construíram para a atriz o mito de mulher mais chique e elegante da história do cinema: além de "Bonequinha..." (1961), "A Princesa e o Plebeu" (1953), "Sabrina" (1954) e "Cinderela em Paris" (1957). "Guerra e Paz" (1956), a bem intencionada adaptação do romance de Leon Tolstoi dirigida por King Vidor, completa o pacote.


Audrey morreu em 1993 e desde então o culto a sua bela figura só cresceu. Ao contrário das estrelas de sua época que faziam a linha opulenta e explosivamente sexy, como Marilyn Monroe, Audrey parece incrivelmente contemporânea. Nos extras de um dos DVDs, uma especialista no estilo da atriz comenta: "Até hoje, os estilistas, quando vêem algo limpo, moderno, incomum e que funciona, dizem: 'Nossa, isso é tão Audrey!'" A parceria da atriz com o autor seu figurinista, Hubert de Givenchy, é uma das simbioses mais perfeitas da história do cinema.

 

Fonte

 



Publicado por Blog da Santa às 03:13 | | Comentar | ver comentários (2)
|

 

Por Reinaldo Azevedo, publicado em 26 de dezembro de 2009

 

Pego o Estadão desta sexta, dia de Natal, e leio no alto da página: “Gabrielli diz que PSDB privatizaria Petrobras”. O jornal trazia uma entrevista que o presidente da Petrobras concedeu a Roberval Angelo Schincariol e Tatiana Freitas. A íntegra está aqui. A introdução é laudatória e tenta temperar o caráter do militante petista com clichês da baianidade. Os entrevistadores até se orgulham de um pequeno furo jornalístico, a saber: “Seu orixá é Obaluaiê, o “dono da terra”, como revelou à imprensa pela primeira vez nesta entrevista. Mas bem que o baiano José Sérgio Gabrielli poderia ser chamado de “príncipe do mar”. Em seus quase quatro anos à frente da Petrobrás, ele anunciou a conquista da autossuficiência brasileira em petróleo (2006); a descoberta do pré-sal (2007-2008); e a consequente listagem da Petrobrás entre as maiores companhias de energia do mundo.”

Se você conseguiu sobreviver até o Natal de 2009 sem saber que o orixá de Gabrielli é Obaluaiê, não posso prever que efeitos tal revelação há de provocar em sua vida de agora em diante. O que sei é que, em nenhum momento, o texto lembra que as mais importantes conquistas das Petrobras se deram em razão da quebra do monopólio, havida em 1997, que permitiu a entrada do capital estrangeiro na exploração e produção. A informação aparece na página, numa pequena pílula, em que o líder do PSDB na Câmara, José Aníbal, é chamado a responder àquela acusação que vai no título.

Reproduzo em vermelho o trecho que trata da privatização. Volto em seguida:

O sr. acredita que se o presidente Lula não tivesse sido eleito em 2002 e reeleito em 2006, a Petrobrás teria chegado ao pré-sal no momento em que chegou?
Essa pergunta é difícil de responder diretamente. Eu diria o seguinte: até 2003, a Petrobrás estava sendo preparada para ter um conjunto de atividades com muita eficiência em vários ramos e com pouco ganho no sistema como um todo e estava sendo inibida no crescimento do seu portfólio de exploração. A partir de 2003, os investimentos aumentam, a Petrobrás tem uma participação mais ativa nos leilões, redefine sua organização interna de forma a ter um fortalecimento das atividades corporativas no conjunto da companhia e acelera a renovação de seus quadros. Isso foi uma mudança de orientação política na Petrobrás. Se seria possível atingir sucesso com a política anterior é difícil dizer. Agora, que o sucesso atual depende das mudanças feitas, isso é certo. Evidentemente que há muita sorte em encontrar petróleo. Mas apenas sorte não é suficiente. Você não perfura um poço a 300 km de distância da costa e a milhares de metros de profundidade só confiando que Deus é brasileiro.

Se o resultado da eleição tivesse sido outro, qual caminho o sr. acha que Petrobrás teria tomado?
Só posso reafirmar que a Petrobrás estava a caminho de se transformar numa empresa muito eficiente separadamente e que perderia a capacidade de integração entre as diversas áreas da companhia. Teria investimento e crescimento menores do que teve. Provavelmente teria menos preocupação com o controle nacional, portanto teria menos impacto no estímulo da indústria brasileira. Teria focado suas atividades em setores diferentes do que foram focados. E o resultado disso é difícil especular qual seria. Seria uma empresa diferente do que é hoje.

O sr. acha que ela poderia ter sido privatizada, por exemplo?
Como um todo, acho difícil. Mas partes dela poderiam (ter sido privatizadas). Seria difícil uma privatização total da Petrobrás, mas partes dela, sim.

Comento
Com a devida vênia ao Estadão, isso não é entrevista. Parece mais um gol de Thierry Henry. Trata-se de uma desmesurada condução. As intenções, aliás, já estavam anunciadas desde as primeiras palavras, quando os entrevistadores afirmam que as empresas estrangeiras do setor estariam preocupadas com a eventual eleição de Dilma Rousseff; já no caso de Serra ser eleito, ele tentaria mudar os marcos regulatórios do pré-sal. O atual governador de São Paulo jamais esboçou uma vírgula a respeito.

Entrevistadores e jornais têm de pôr o gravador à disposição do entrevistado, sem dúvida. Têm o dever profissional de ouvi-lo, mas também de confrontá-lo. A dupla deixou que Gabrielli exercesse à vontade o modelo “nunca antes na Petrobras”, como se as conquistas da empresa fossem apenas obra do governo Lula e da gestão do filho de Obaluiê… Até aí, vá lá, já perdi certas esperanças. MAS, DIANTE DA AFIRMAÇÃO DE GABRIELLI DE QUE OS TUCANOS TERIAM PRIVATIZADO PARTE DA PETROBRAS SE TIVESSEM VENCIDO, HÁ OBRIGAÇÕES DO JORNAL QUE SÃO INDECLINÁVEIS:

- O ESTADÃO ESTÁ OBRIGADO A DIZER QUE JAMAIS UM TUCANO APRESENTOU QUALQUER PROPOSTA DO GÊNERO;
- O JORNAL ESTÁ OBRIGADO A DIZER QUE OS TUCANOS CONSIDERAM ESSA ACUSAÇÃO AQUILO QUE ELA DE FATO É: FRUTO DE TERRORISMO ELEITORAL;
- NÃO BASTA ENTREVISTAR JOSÉ ANÍBAL. E VOU DEMONSTRAR POR QUÊ.

Qual é o padrão do Estadão?
Qual será, de agora por diante, o procedimento do Estadão? O entrevistado diz o que bem entende, com ou sem base na realidade, o jornal registra e parte para ouvir o agravado? Se os tucanos acusarem petistas de quererem instalar no país um regime que entrega aos companheiros todas as virgens, o que vai fazer o jornal? Publicar a acusação e o desmentido do PT? POIS EU DESAFIO A DUPLA ENTREVISTADORA, O ENTREVISTADO E A DIREÇÃO DO JORNAL A ME PROVAR QUE É MENOS VEROSSÍMIL O MONOPÓLIO PETISTA DAS VIRGENS DO QUE A PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRAS. Se o Estadão publica uma coisa, estaria obrigado a publicar outra. OU O JORNAL PASSA A FAZER CAMPANHA ELEITORAL GRATUITA PARA O PT.

E o faz com ainda mais clareza quando publica a informação na primeira página  — E COM O TÍTULO ERRADO. Errado? É. Na sua acusação delinqüente, mentirosa, sem fundamento, o presidente da empresa está se referindo ao passado, não ao presente. Lê-se na primeira página: “Grabrielli diz que PSDB privatizaria Petrobras”. MESMO ELE SENDO QUEM É, NÃO FOI ISSO O QUE ELE DISSE. Ele afirmou que “teria privatizado” — referindo-se, pois, ao passado. Ao optar simplesmente pelo “privatizaria”, o jornal muda o sentido da fala e a coloca como um suposto risco presente — ainda que na boca do dito-cujo.

Temos, assim, uma entrevista que começa nos informando, num furo fenomenal, o orixá de Gabrielli; que lhe atribui méritos que não são seus; que ignora as razões reais da conquista da Petrobras; que tenta ligar, sem qualquer evidência para isso, o candidato da oposição à pretensão de empresas estrangeiras e que levanta a bola para o entrevistado fazer uma acusação historicamente criminosa — porque mentirosa — e que vai parar na primeira página com o sentido distorcido, como se o original já não fosse asqueroso o bastante.

O NOME DISSO, REPITO, É CAMPANHA ELEITORAL. E Gabrielli sabe como fazer. Este filho de Obulauiê é jornalista. Conhece a área, não é mesmo? E já deu mostras de que não gosta da categoria — a menos que ela faça o trabalho que ele espera.  NOTEM QUE A ACUSAÇÃO QUE O ESTADÃO LEVOU PARA A PRIMEIRA PÁGINA NÃO É FEITA NEM NAQUELE BLOG DA EMPRESA.

Perguntem ao Estadão qual é o padrão que o jornal vai seguir de agora em diante. Se for na base do acusou, publicou, sem confrontar o entrevistado, estamos diante de uma pequena revolução. E antes que me torrem a paciência com obviedades, a dupla entrevistadora tinha a obrigação de indagar: “Mas quais são as evidências ou, ao menos, os indícios de que o PSDB TERIA PRIVATIZADO partes da Petrobras?” E aquele faroleiro não teria o que dizer. Não teria porque ele estava inventando. Mas sua inventação foi parar, piorada, na primeira página.

Isso é perda de critério, perda de parâmetro. De todo mundo. De entrevistado, dos entrevistadores e do jornal. Que o presidente de uma empresa de economia mista se dê a esse desfrute, convenham, já é prova do rebaixamento dos usos e costumes da política brasileira. Mas, afinal, ele é um petista. E petistas não estão nem aí para as instituições. Que entrevistadores prestem um serviço tão evidente — e pouco me importa se têm ou não clareza disso — ao entrevistado, aí já estamos diante de uma doença que atinge a imprensa. Que o jornal consiga, na primeira página, piorar a mentira, aí, queridos, estamos diante daquele mal a que me referi há dias, comentando um outro jornal: A MARCHA PARA A IRRELEVÂNCIA.

O MAL DOS JORNAIS NÃO ESTÁ NA INTERNET. ESTÁ NOS JORNAIS. E SEU NOME É ADESISMO.



Publicado por Blog da Santa às 02:25 |
|

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

"O Anjo" de Lucas Silva, Exposição do AVE (Artes Visuais Estudantis) . Fonte

 

 

"O povo nunca é humanitário. O que há de mais fundamental na criatura do povo é a atenção estreita aos seus interesses, e a exclusão cuidadosa, praticada sempre que possível, dos interesses alheios".

Fernando Pessoa

 

Um Feliz Natal a todos! Santa.



Publicado por Blog da Santa às 11:56 | | Comentar | ver comentários (11)
|

.

 Imagem: O ex-presidente da República Fernando Henrique (PSDB), o atual governador de SP e presidenciável, José Serra (PSDB) e, o candidato ao governo ao Estado de SP, Geraldo Alckmin (PSDB)

 

 

José Serra vence corrida presidencial contra Dilma e Ciro, no segundo turno

 

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), venceria a disputa presidencial em um eventual segundo turno com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Segundo pesquisa Datafolha divulgada neste domingo na Folha (íntegra disponível somente para assinantes do jornal ou do UOL), Serra tem 49% e Dilma 34% das intenções de voto. No cenário em que Serra disputa com o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), o tucano ganha com 51% contra 28%. Aqui

 

Alckmin se elege no primeiro turno e situação do PT em São Paulo é dramática

 

Segundo pesquisa Datafolha para o governo de São Paulo, Alckmin se elege no primeiro turno em SP; PT naufraga. Os petistas Marta e Antonio Palocci, sem dúvida, são muito conhecidos. E o desempenho dos dois na pesquisa é pífio. Alckmin também é muito conhecido — já governou São Paulo. O resultado da pesquisa é compatível com o governador que deixou o cargo com um índice altíssimo de aprovação. E que venceu a disputa contra Lula em São Paulo, não custa lembrar. A pesquisa também evidencia que Serra tem um alto potencial de transferência de votos no Estado: 39% disseram que votariam num nome indicado por ele; 18% disseram que poderiam votar. Restará ao PT tentar fazer um senador...  Aqui

 

E atenção:

"PARA 67% DOS ELEITORES, É “INDIFERENTE” UM CANDIDATO FAZER OPOSIÇÃO A LULA"




Publicado por Blog da Santa às 11:50 | | Comentar | ver comentários (5)
|

Domingo, 20 de Dezembro de 2009

.

 

No dia 22 de Janeiro de 1905, um Domingo, foi organizada uma manifestação pacífica, liderada pelo padre ortodoxo e membro da Okrana, Gregori Gapone, com destino ao Palácio de Inverno do Czar Nicolau II, em São Petersburgo, com o objetivo de entregar uma petição, assinada por cerca de 135 mil trabalhadores, reivindicando direitos ao povo, como o fim da censura. Porém, Sergei Alexandrovitch, grão-duque, ordenou que a guarda do Czar não permitisse que o povo se aproximasse do palácio, e mandou-os dispersar a manifestação. No entanto, visto que os manifestantes não se desmobilizaram, a Guarda Imperial abriu fogo, causando um massacre hediondo de mortos e feridos. Este episódio ficou conhecido na história como o Domingo Sangrento. Fonte

 

NOTA 1: A volta do controle Oficial da Censura no Brasil: Custeada com recursos oficiais e contando com a participação majoritária de assessores de imprensa de sindicatos e de órgãos públicos, a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) foi encerrada no dia 17/12/2009, com uma série de recomendações ideologicamente enviesadas que, se transformadas em lei, restringiriam a liberdade de informação e criariam obstáculos à ação da iniciativa privada no setor, a pretexto de promover o "controle público, social e popular" das atividades jornalísticas... Das mais de 1,5 mil propostas apresentadas, a Conferência aprovou 672. Dentre as que se caracterizam por seus propósitos dirigistas, está a implantação de um "tribunal de mídia". Leia em "O saldo da CONFECOM"


NOTA 2 - Lula criticou entidades que abandonaram a Confecom: Retiraram-se da 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom)  a Associação Brasileira de Emissoras de Radio e Televisão (Abert), a Associação Brasileira de Internet (Abranet), a Associação Brasileira de TV por Assinatura, a Associação dos Jornais e Revistas do Interior do Brasil e a Associação Nacional dos Editores de Revistas e Associação Nacional de Jornais (ANJ). Para o grupo, a insistência de outros setores em fazer controle social da mídia era uma censura.

 



Publicado por Blog da Santa às 12:10 | | Comentar | ver comentários (3)
|

.

 

Eles estão em presépios, mas, com certeza, santos não são. Figuram nesse cenário cristão da manjedoura, cada um em seu país, porque foram, ao longo do ano, presepeiros que fizeram presepadas.

 

Está-se falando do primeiro- ministro italiano, Silvio Berlusconi, e do hóspede da embaixada brasileira em Honduras, o ex-presidente Manuel Zelaya. O ministro fecha 2009 com dois dentes a menos e o nariz partido, agredido que foi por um enfermo mental (num lampejo de lucidez). Ele valeu-se de uma miniatura da Catedral de Milão para ferir Berlusconi. Quanto a Zelaya, chega ao final do ano sem a Presidência, mas com quilos e chapéus a mais (além do nariz intacto, o que conta muito) – ganhou uma coleção de chapeleiros correligionários. Leia mais em "Presépios, presepeiros, presepadas "

 



Publicado por Blog da Santa às 11:14 | | Comentar | ver comentários (1)
|

.

 

Pesquisa do instituto Vox Populi, feita a pedido da revista IstoÉ, mostra o governador José Serra (PSDB) na liderança da corrida presidencial, com 39% das intenções de voto. Em segundo lugar, empatados tecnicamente, aparecem Dilma Rousseff (PT), com 18%, e Ciro Gomes (PSB), com 17%. É a primeira pesquisa feita após o programa partidário do PT, exibido no dia 10 em rede de rádio e TV e centrado nas figuras de Dilma e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O desempenho da petista não variou em relação a outro levantamento do Vox Populi, feito dias antes de o PT ocupar o horário nobre da televisão por 10 minutos. Leia mais em "Dilma vai à TV, mas não sobe, indica Vox Populi"

 



Publicado por Blog da Santa às 10:37 | | Comentar
|

Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Por Nelson Motta, O Globo

O Brasil precisa decidir: se é mesmo uma potência emergente, o fenômeno econômico do momento, o último a entrar e o primeiro a sair da crise, se tem todo esse pré-sal para explorar, se quer falar de igual para igual com os gringos de olhos azuis, na hora de contribuir para o Fundo Ambiental tem que estar disposto a fazer um aporte de acordo com sua riqueza e poder — e não continuar no bloco das vítimas e oprimidos.

Temos que escolher: ou somos os novos salvadores da humanidade com nosso etanol, nossa superprodução de energia limpa e renovável, sustentável e admirável, ou somos os árabes do futuro com nossas reservas de petróleo no pré-sal — e a certeza de sua poluição massiva. As duas opções ao mesmo tempo não dá, mesmo que Lula se diga uma metamorfose ambulante, gringo não entende o humor de Raul Seixas.

Não dá para, conforme a situação, o Brasil querer ser do G-12 ou do G77, agir como potência ou como vítima.

Lula pode ser o cara, mas na hora dos acordos que vão custar caro a seus contribuintes, os japoneses, americanos e europeus mostram por que eles são eles e nós somos nós.

A obsessão de colocar nádegas brasileiras na cadeira de membro (epa! nádegas de membro?, deve ser influência do estilo Lula de oratória) do Conselho de Segurança da ONU, além do aparente prestígio e ilusório poder — o que pode o Brasil contra um veto americano, chinês ou russo? — implica em um comportamento de potência, de rico, sempre chamado a dar dinheiro às nações carentes, e eventualmente até a enviar tropas para zonas de conflito.

Sai caríssimo para os contribuintes.

Se não conseguimos resolver sequer a falta de esgoto, de água, de escolas e de hospitais para milhões de brasileiros, a corrupção endêmica e impune de nossos políticos, a criminalidade urbana galopante, o que temos a oferecer aos pobres do mundo? Um Bolsa Família pago pelos contribuintes dos países ricos? Ricos como nós ou como eles? Mas não foram eles que se ferraram com a crise? Não fomos nós que nos demos bem? Fica parecendo que o Brasil, em linguagem lulista, come urubu e arrota faisão. Ou vice versa.
 
Imagem: faisão de crista/ em cartasanimalescas


Publicado por Blog da Santa às 03:49 | | Comentar | ver comentários (1)
|

 

Fernando Sarney (foto), filho do presidente do Senado, José Sarney  anunciou ter desistido da ação que move contra O Estado de S.Paulo, mas a censura imposta ao jornal e ao estadao.com.br há 140 dias continua.

 

A diretora jurídica do Grupo Estado, Mariana Uemura Sampaio, considerou a iniciativa de Fernando Sarney, que anunciou nesta sexta-feira, 18, ter desistido de ação que move contra O Estado de S.Paulo, uma medida de "efeito midiático". De acordo com ela, somente em janeiro o Grupo Estado vai definir se aceita ou não o fim da disputa judicial. Até lá o jornal continua impedido de publicar reportagens vinculando o nome de Fernando Sarney à Operação Faktor, antes conhecida por Boi Barrica, da Polícia Federal. "O anúncio de desistência da ação feito esta tarde por Fernando Sarney teve apenas efeito midiático, pois não suspendeu a censura imposta ao Grupo Estado", disse Mariana. AQUI

 

Leia ainda:

"A exumação de uma ameaça"

"Os juízes vão editar os jornais?"



Publicado por Blog da Santa às 03:19 | | Comentar
|

BEM VINDOS!
ORKUT

Página da Santa

Comunidade da Santa
 

ACESSOS
POSTS RECENTES

Novo endereço

Até breve!!

QUANTO VALE UM POBRE?

Narcoterroristas da Colôm...

Popular até para os morto...

Atenção! O trem-bala já n...

OS 85 TRIBUTOS COBRADOS N...

Dilma. A mulher "pode" !

Brasil: pós palanque e br...

Lula ressuscita a CPMF pa...

"O pior não é morrer de fome num deserto: é não ter o que comer na Terra Prometida" (José Lins do Rego)
CENSURA NO GOOGLE
SANTA
ARQUIVO

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

MAPA ELEIÇÕES ESTADUAIS
Oposição é campeã na disputa pelos Estados (10 vitórias) contra 4 do partido governista.
BLOGS ESTRANGEIROS
  • A Natureza do Mal (Portugal)
  • Abulafia (México)
  • Abrupto (Portugal)
  • AEA(Portugal)
  • Astrolabio(Chile)
  • Bellxone(França)
  • Blog-sem-filtros(Portugal)
  • Betty Branco(Portugal)
  • COGIR (Portugal)
  • Das Pipi Pausa (Chile)
  • Dispersamente(Portugal)
  • Dra.Daniela Mann(Portugal)
  • El Escarabajo gris
  • Estados Gerais (Portugal)
  • Fado Falado (Portugal)
  • Fases da Lua Cheia (Portugal)
  • Foto Escrita (Portugal)
  • Impressões(Inglaterra)
  • In Mente (Portugal)
  • Kurika (Portugal)
  • Martha Clmares(Venezuela)
  • Menina Marota(Portugal)
  • Mixtu (Espanha)
  • Inquetudes(Espanha)
  • Novo Mundo(Portugal)
  • Nuvolaglia (Peru)
  • O Insurgente(Portugal)
  • Olhos de Órus(Portugal)
  • Os Intensos (USA)
  • Pisconight (Portugal)
  • Sabedoria(Portugal)
  • Ser Rizomático (Espanha)
  • Só Verdades(Portugal)
  • V-P(nieto) (Portugal)
  • Xnem(Barcelona)
  • BLOGS BRASILEIROS
  • A Marvada Pinga
  • A Moita do Moita
  • A Nova Corja
  • A Casa do Zé Carlos
  • As Culturas Reagem
  • Alquimistas do Brasil
  • Abuláfia
  • Arte Incomum
  • Arte de Fazer
  • Arte Popular
  • Apoio Fraterno
  • Abrindo Janelas
  • Alerta Brasil
  • Angelo da Cia
  • Amor Natural
  • Aqui não, Genésio
  • Aparte
  • ArtMonta
  • Arte Pública Blog
  • Bento vai pradentro
  • Boa Temática
  • Blog do Arlan
  • Blog do Carlos Caldas
  • Blog do Clausewitz
  • Blog de Daniel Butzke
  • Blog do Fábio Mayer
  • Blog do Ferra Mula
  • Blog do Hynkel
  • Blog do Joca
  • Blog do Maninho
  • Blog do Tunico
  • Blog do Tunico 2
  • Blog da Juju
  • Blog da Loba
  • Blog da Magui
  • Blog do Patrick
  • Blog da Nariz Gelado
  • Blog do Tambosi
  • Blog do Sombr4
  • Blog do Ozéas
  • Blogs Coligados
  • Blogando Francamente
  • Brazil Liberdade e Democracia
  • Brazil Business
  • Business Opportunites
  • Cadinho Roco
  • Camarada Arcanjo
  • Caótica
  • Cláudia Perrotti
  • Clenira Melo
  • Chega Mais
  • Circo Sem Futuro
  • Contos e Encontros
  • Contos que conto
  • Connaction
  • Coisas Caseiras
  • Contra o Vento
  • Cosmologia: ciência e arte
  • Culturas Híbridas
  • Da indignação à Ação
  • Desabafos do Amor
  • Deu no Jornal
  • Devaneios de Lilith
  • Diplomatizzando
  • Doutro Lado do Mar
  • Eduardo Souza
  • Educa Fórum
  • Equilíbrio
  • Em Outras Palavras
  • Escrevinhações
  • Estórias Essenciais
  • Ex-petista
  • Expectativas Racionais
  • Fabiana Melo
  • Fábio Mayer
  • Falares
  • Fermento Cínico
  • Flor de Lis Branca
  • Giocomo
  • Frodo Balseiro
  • Gazeta Cultural
  • Grupo da Quinta
  • Idéias e Histórias
  • Ilustrada PPG
  • Indecência Verde Amarela
  • Jus Indignatus
  • Kafe Roceiro
  • Lata Mágica
  • Leão Nazareno
  • Leite, Luz e Linha
  • Lesados em Geral
  • Lena Casas Novas
  • Limpa Brasil
  • Lucasivuca
  • MaGenCo
  • Maria B
  • Maria Oliveira
  • Meu Primeiro Bebê
  • Memorial IAC
  • Meus Ditos
  • Mini contos cotidianos
  • Minimínimos
  • Minuto Político
  • Netuno
  • Miolo de Pote
  • Nacionalista
  • Novas - Vera
  • O Copista
  • O País da Piada Pronta
  • O que pensa Aluízio
  • O Carapuceiro
  • Olhos de Marina
  • Outras Letras
  • PT Nunca Mais
  • Palavras ao Leu
  • Pensar Político
  • Pedra Fundamental
  • Pérolas aos Porcos
  • Plenos Pecados
  • Poemas e Amores
  • Porto das Crônicas
  • Por Cuba Livre
  • Por Outro Lado
  • Por um Novo Brasil
  • Pinkart
  • Pobre Pampa
  • Postura Ativa
  • Quintal do Leão
  • Ramses Séc XXI
  • Resistência
  • Rodrigo Constantino
  • Rótulo
  • Serjão comenta do céu
  • Sei.Não.Maga
  • Simpatia e Esculacho
  • Sobesta Blog
  • Soube?
  • Som Barato
  • Star Sasa
  • Toque das Ruas
  • Toca do Calango
  • Toca dos Seis
  • Tubarão
  • Santa do Blog
  • Uni-verso In-verso
  • Vaca Atolada
  • Varal de Idéias
  • Verbi Gratia
  • Vida Nova
  • Vôo Subterrâneo
  • Vox Libre por Antonio Rayol
  • Walter Carrilho
  • Zigue-zagueando
  • Contraditório
  • Jean Scharlau
  • Zé Povo
  • Novembro 2010
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    13

    16
    17
    18
    20

    21
    22
    23
    24
    26
    27

    28
    29
    30


    Brasileira em Lisboa, Portugal
    blogs SAPO
    tags

    “força aérea

    300

    80 anos de bento xvi

    aeronáutica

    affonso romano

    agência nacional de aviação civil

    água

    alimentação medieval

    alinhamento ideológico

    amarildo

    ancine

    andre desek

    anibal phillot

    animação

    ariano suassuna

    arquitetura

    arsenal

    arte

    arte brasileira contemporânea

    arte contemporânea

    arte pop

    arte pública

    artes visuais

    assalto

    assédio

    assembléia legislativa de perrnambuco

    atendimento aos municípios

    bacanal

    banco do brasil

    bento xvi

    bienal

    bloogueiros portugueses

    bobagens

    bolívia

    boris kossoy

    boris nikoláyevich yeltsin

    brasil

    bruna putistinha

    bruna surfistinha

    caetano veloso

    caetés

    campanha na rede

    cansei

    caos aéreo

    caricatura

    carlos wilson

    cartel

    células-tronco

    cenografia

    censura no brasil

    charge

    christina fontenelle

    cidades

    cinema

    classe média

    clement greenberg

    clodovil

    co-rio

    combater ao crime

    comissão de constituição e justiça do se

    comunicação

    congressistas

    congresso nacional

    conselho nacional de cinema

    controlador de vôo

    corrupção no brasil

    cow parade

    cow parade no brasil

    cpi do apagão

    crime

    crítica de arte

    culinária temática

    curadoria

    cursos

    diogo mainardi

    escultura

    fotografia

    governo

    governo do pt

    governo lula

    humor

    impunidade

    lei rouanet

    literatura

    lula

    mec

    minc

    patrocínio cultural

    poéticas

    política

    política cultural

    política pública

    políticas públicas

    prefeitura são paulo

    pt

    segurança

    turismo

    universidade

    violência

    violência urbana

    todas as tags